Não recebi o dinheiro da pensão esse mês, o que fazer?

Muitos genitores – e isso não é limitado aos homens – por não conviverem com seus filhos acabam deixando o dinheiro da pensão alimentícia para pagar por último, “com o que sobrar”. O problema é que a pensão alimentícia ao filho menor deve levar em consideração o que os genitores efetivamente recebem, não quanto gastam

Quando se tem um filho, não dá para deixar para pagar as contas de água e energia, comprar comida e levar no médico com o dinheiro que sobrar. Aí, o que acontece? Quem exerce a guarda acaba ficando não só com a maior parte dos custos, como não consegue dar o melhor para a criança.

Saiba por quê não se pode proibir a criança de ver o pai pelo não pagamento de pensão!

Caso o genitor não pague a pensão alimentícia até o dia determinado pelo Juiz ou na data acordada entre os genitores, você pode tomar uma postura ativa. Primeiro, mandar uma mensagem perguntando o que houve. Até porque o pagamento de pensão é um dever, não um favor – mas uma postura combativa pode atrapalhar mais do que ajudar.

Se a pessoa não responder ou ainda dizer que não vai pagar, é necessário guardar essas provas (caso consiga) e contatar um advogado para entrar com um outro processo: o de execução de alimentos

Você conhece quais os tipos de processos de execução? São dois!

Agora vamos ao que você PODE e o que NÃO PODE quando a pensão do seu filho não for paga:

Tem mais alguma dúvida? Você pode conversar com um advogado na sua cidade ou nos contatar. Caso queira ingressar com um pedido judicial ou saber como funciona o processo, fale conosco. Você pode falar conosco pelo WhatsApp, e-mail ou pela caixa de comentários abaixo: