Descobri uma foto minha circulando na internet. E agora?
Quero tirar uma foto minha da internet. Como fazer?

Você tira um cochilo na sala de aula. Vomita na calçada. Tropeça e cai de cara no chão. O que era pra ser uma vergonha momentânea, hoje pode dar uma dor de cabeça gigantesca.

Onde quer que se vá, há uma câmera. Seja no telefone de alguém, seja numa câmera de segurança. O que era pra ser apenas um riso abafado se torna uma humilhação pública constante.

Alguém teve acesso a fotos íntimas suas e compartilhou com outra pessoa? É crime! Saiba o que você pode fazer.

Enquanto uma foto, um vídeo estiver circulando entre um pequeno grupo de amigos, os danos são poucos. Mas isso pode acabar crescendo e sair do controle de alguém. São os casos de pessoas cuja imagem viram meme e sua imagem circula pela internet.

Ninguém quer ser conhecido como a bêbada que foi detida pela polícia, ou a cara de uma página com valores que discorda, ou mesmo alguém que estava fazendo suas necessidades na rua durante o carnaval.

Bullying é crime? O que diferencia uma brincadeira leve no ambiente profissional de assédio moral?

O que devo fazer ao descobrir que uma foto minha circulando redes sociais?

A primeira coisa é identificar se o compartilhamento dessa foto é um crime ou não. Além dos casos de fotos íntimas, que são crime à parte, o compartilhamento de fotos pode significar difamação ou injúria.

Difamação é quando há o compartilhamento exaustivo, entre várias pessoas de um conteúdo com carga negativa. Você deve se lembrar de algum vídeo de casal praticando atos sexuais durante o carnaval na rua.

Eles estavam fazendo a coisa certa? Não. Mas compartilhar fotos e vídeos que possibilitem a sua identificação também não é certo. Mais do que isso, é crime. É possível tirar uma foto da internet?

É. Claro – aquela foto poderá ser compartilhada de novo. E de novo. E de novo. Mas tirar uma foto da internet é positivo em dois pontos:

  1. Ao tirar uma foto da internet, você interrompe o alcance dela. Se ela for postada novamente, estará restrita a uma pequena bolha;
  2. Quando a foto é apagada por ordem judicial ou decisão da rede social, outros usuários tem medo de compartilhá-la e serem punidos.
Quais são os pré-requisitos para uma ação judicial?

Ao descobrir que há uma foto, vídeo ou qualquer outro conteúdo que envolva a sua intimidade sendo compartilhado, você precisa:

  • Caso não esteja público (seja no WhatsApp, Telegram ou directs), prints completos do conteúdo, e dados do usuário;
  • Caso esteja público, o link direto que leva à postagem;
  • O maior número possível de dados daquelas pessoas que compartilharam;
  • Caso a imagem esteja descontextualizada, apresentação do contexto real;
  • Caso haja alguma informação falsa, a correta.

De posse dessas informações, você pode contatar diretamente as redes sociais ou um advogado. Lembre-se que para entrar com o processo é necessário comprovar que houve o fato.

Tem mais alguma dúvida? Você pode conversar com um advogado na sua cidade ou nos contatar. Caso queira ingressar com um pedido judicial ou saber como funciona o processo, fale conosco. Você pode falar conosco pelo WhatsApp, e-mail ou pela caixa de comentários abaixo: